quinta-feira, 28 de abril de 2011

100 Melhores Artistas de Todos os Tempos

A revista Rolling Stone elegeu os 100 melhores artistas de todos os tempos. E adivinhem quem ficou em 1º lugar? BEATLES, claro que sim!
Atrás dos Meus Meninos ficaram Bob Dylan, Elvis Presley, Rolling Stones e Chuck Berry, por esta ordem. John Lennon foi o único Beatle a fazer parte desta lista, ficando em 38º lugar.
O facto de Paul McCartney não entrar nesta mesma gerou muitas críticas pois o trabalho musical realizado a solo por este é equivalente ou superior ao de John Lennon [não falando, claro, na qualidade que essa é bem evidente!]. Como um homem que continua a vender discos, que foi homenageado por ambos os líderes do Reino Unido e dos Estados Unidos e tem escrito e escreveu canções que marcaram uma geração, ter ficado de fora é inexplicável.






Afinal nem tudo é mau! É bom saber mais de 40 anos após a sua dissolução, o trabalho dos Beatles continua a ser reconhecido por todos :)


-.-

A Net acaba e o Real Madrid perde...
... só falta começar a chover!

segunda-feira, 25 de abril de 2011

Revolução dos Cravos

Viva ao 25 de Abril porque é dos únicos dias do ano em que o nosso Presidente da República fala! No resto do ano fica caladinho porque está muito ocupado a jogar FarmVille...! 
É claro que não é [só] por isso!






Apesar de Otelo Saraiva de Carvalho ter dito que se soubesse o que sabe hoje não teria feito a revolução de Abril, eu continuo a gostar muito de dizer o que quero e o que bem me apetece! Já viram o que seria do meu blogue se ainda vivêssemos numa ditadura?

E mesmo com esta crise política, económica e, quem sabe ainda, social, pelo menos temos o direito ao voto e sobretudo à liberdade de expressão [que se não existisse eu estava lixada]. E se há algo que me irrita, é saber que mais de metade dos portugueses não usa o seu direito de voto. Acho que estão mesmo a gozar o trabalho dos Capitães de Abril...

Para mim, a revolução dos Cravos foi sem dúvida a revolução mais bonita da história de Portugal e talvez do Mundo!







Um dos meus artistas portugueses favoritos :)

Frase da Semana!


“Não sou um ateu total, todos os dias tento encontrar um sinal de Deus, mas infelizmente não o encontro.”

  
   
José Saramago.

sábado, 23 de abril de 2011

"Yesterday", a verdadeira História

A letra de "Yesterday", uma das mais emblemáticas canções de Paul McCartney e dos Beatles, foi escrita em Portugal, dentro de um carro, no trajecto de cinco horas entre Lisboa e Faro.




Com mais de 2.500 versões diferentes, um recorde do "Guinness", e mais de sete milhões de passagens na rádio norte-americana, (outro recorde sem precedentes) "Yesterday", que tem apenas dois minutos de duração, foi composto (melodia) a dormir.

No ano de 1963, no início da carreira dos Beatles, Paul McCartney acordou de manhã com a melodia na cabeça e sentou-se imediatamente ao piano a tocá-la, dando-lhe o título provisório, mas pouco romântico, de "Scrambled Eggs (Oh My Baby How I Love Your Legs)".

"A melodia saiu-me tão bem que julguei que estava a copiar alguém, a fazer algum plágio inadvertido. Andei meses a ver se alguém conhecia a canção", conta Paul McCartney.

Com muitas dúvidas e receios, Paul McCartney tocou a canção pela primeira vez a George Martin em Janeiro de 1964, no Hotel George V, em Paris. O produtor dos Beatles ficou entusiasmado e incentivou McCartney a gravá-la.  

O título da canção foi definitivamente fixado em Portugal, a 27 de Maio de 1965, quando Paul McCartney veio duas semanas de férias, com Jane Asher, para casa de Bruce Welch, dos Shadows, em Albufeira (Algarve).

Nesse dia, Paul McCartney voou de Londres para Lisboa (pois Faro ainda não tinha aeroporto) e no carro alugado com motorista, a caminho de Albufeira, escreveu a letra de "Yesterday" ao passar pelo rio Mira.

Ao chegar a Albufeira, a casa de Bruce Welch, guitarra-ritmo dos Shadows, onde permaneceria de férias, McCartney pediu de urgência uma guitarra.

Bruce emprestou-lhe uma Martin 0018, de 1959, e McCartney, com a guitarra virada ao contrário por ser canhoto, cantou pela primeira vez "Yesterday", com a letra escrita no carro.

A gravação de "Yesterday" decorreu apenas em dois dias, 14 e 17 de Junho de 1965, depois das 19h00, no famoso estúdio 2 de Abbey Road, em Londres.

Os restantes três Beatles, John Lennon, George Harrison e Ringo Starr, não participaram na gravação, o que também sucedia pela primeira vez. Isto provocou comentários na impressa, sugerindo uma separação do grupo.

Os arranjos clássicos da canção são da autoria de Paul McCartney e de George Martin, o qual diz, porém, que a "melhor parte" é da responsabilidade de McCartney. "Quem me dera a mim tê-los feito eu!", afirma.

"Yesterday" nunca foi editado em single na Grã-Bretanha durante a carreira dos Beatles, porque o quarteto de Liverpool nunca acreditou que fosse uma canção "suficientemente forte" para o top.
                                           
Embora John Lennon tenha dito uma vez que nunca teria composto uma canção como "Yesterday", admitiu no entanto que se tratava de uma canção "bonita" e com uma letra "boa", mas "inconclusiva".

Em 2000, Paul McCartney solicitou à viúva de Lennon, Yoko Ono, que autorizasse uma alteração na ordem de precedência autoral nos créditos de "Yesterday" - McCartney/Lennon em vez de Lennon/McCartney -, mas a "viúva negra" recusou a ideia. 

Quando começaram a compor no início da década de 60, John Lennon e Paul McCartney, em homenagem às famosas duplas de compositores norte-americanos, decidiram assinar Lennon/McCartney, independentemente de quem fazia o quê, embora os três primeiros singles ("Love Me Do", "Please Please Me" e "From Me To You") sejam ainda McCartney/Lennon, só se optando depois pela ordem alfabética.

"Yesterday" é dedicada à Mãe, falecida, vítima de cancro, quando Paul McCartney tinha apenas 14 anos.

quinta-feira, 21 de abril de 2011

Aqui vai uma ajudinha:

Se estiverem com dúvidas quanto ao nome da vossa cadela chamem-lhe Troika… ou Rexona (a namorada do Rex!)…
… ou (se for um gato) Reverendo Bonifácio!

terça-feira, 19 de abril de 2011

domingo, 17 de abril de 2011

10 Razões para considerar John Lennon um Herói da Classe Trabalhadora:



 Sobreviveu a 3 abandonos: do pai, da mãe e da tia pois ninguém queria criar uma criança tão problemática;
 Era desprezado por todos e chegou mesmo a ser agredido algumas vezes por colegas;
 Era odiado por ser um génio e desprezado por ser idiota;
 Perdeu a mãe que foi [ridiculamente] atropelada por um polícia bêbado quando vinha embora da casa da tia Mimi. John tinha 17 anos;
 Teve a capacidade de perdoar e de ajudar o pai (que o abandonou) e que só se lembrou dele quando a Beatlemania se instalou na Inglaterra;


 Escreveu as mais belas músicas de todos os tempos e a parceria luminosa com Paul McCartney tornou-se a mais bem sucedida da história da música;
 Fez da Yoko Ono a mulher mais amada e mais feliz possível;
 Lutou a favor dos direitos das mulheres, defendendo sempre a sua esposa, Yoko, dos comentários maldosos feitos por todos, no geral, e pelos fãs dos Beatles, em particular;
 Promoveu a Paz entre todas as pessoas [não de uma forma fútil e hipócrita como é feito hoje em dia];
10º Apesar de ninguém ter tido compaixão por ele quando era ainda um "Nowhere Boy", apesar de ter perdido a mãe, o pai e ainda o seu amigo Stuart Sutcliffe, apesar de ter trabalhado durante 13 longos anos até à exaustão juntamente com os outros Beatles e quase sem nenhum reconhecimento pelo seu trabalho, John conseguiu tornar-se uma lenda e influenciar milhões de pessoas de todas as partes do mundo, mesmo 30 anos após a sua morte!



E porque a vida é o que acontece enquanto estamos ocupados a fazer outros planos... 
Paz e Amor para todos :)

Frase da Semana!


“Viver é a coisa mais rara do mundo. A maioria das pessoas apenas existe.”



   
Oscar Wilde.

sexta-feira, 15 de abril de 2011

Para esquecer a crise...

Vamos lá às apostas:
Benfica ou Braga?
Real Madrid ou Barcelona?
Portugal ou União Europeia [Não me contive!!]

quinta-feira, 14 de abril de 2011

Portugal + FMI = ?

Vem um e diz que Portugal só tem dinheiro até Maio.
Vem outro e diz que se soubesse o que sabe hoje não faria a revolução do 25 de Abril.
Outros vêm e dizem ponderar a hipótese de retirar a moeda única a Portugal...

E este país que até é bonitinho, que respira cultura e que agora tem o melhor treinador do mundo... Tinham de vir estes ladrões senhores para o poder para estragar tudo porque o único interesse deles é subir na vida!

... e agora venho eu e digo que o melhor mesmo é o mundo acabar em 2012! Pelo que vejo é a melhor solução...!

terça-feira, 12 de abril de 2011

The Rolling Stones



Não sou tão limitada ao ponto de só ouvir os Beatles! Não me esqueci dos nossos companheiros na Invasão Britânica!...

[Clássico! Aconselho também a música "We Love You" que conta com a participação especial dos Beatles!]

domingo, 10 de abril de 2011

Frase da Semana!


“Todas as pessoas são capazes de dominar uma dor, excepto quem a sente.”



  
William Shakespeare.

Foi há 41 anos!

Projecto Get Back



Faz hoje, dia 10 de Abril de 2011, 41 anos que Paul McCartney anunciou oficialmente a separação dos Beatles. Esta é uma data que a maioria do Beatlemaníacos preferia esquecer...


Daily Mirror, 9 de Abril de 1970
[Este jornal antecipou-se um dia!]

quarta-feira, 6 de abril de 2011

Só-Para-Meter-Nojo



O meu blogue chegou às 1000 visualizações. Para comemorar o momento vou desligar as luzes e ligar o sistema de rega, pode ser?

P.S. Este período vou tirar 5 a Geografia.  Awesome!!

terça-feira, 5 de abril de 2011

Frase da Semana!


“A vida é uma peça de teatro que não permite ensaios. Por isso, canta, chora, dança, ri e vive intensamente, antes que a cortina se feche e a peça termine sem aplausos.”





Sir Charles Chaplin.

domingo, 3 de abril de 2011

"Um exagero muito grande!"

Das duas, uma: ou o Cavaco anda muito ocupado nas compras dos seus boxers  da marca francesa Vilebrequin [em vez de comprar uns truces de fabrico português] ou então sou eu que estava enganada e pensava que ele era o presidente deste país. Reparem:
- A crise política começou e Cavaco não disse nada;
- O Sócrates ameaçou demitir-se e Cavaco nada disse;
- O Sócrates demitiu-se mesmo e Cavaco continua sem dizer nada.

Então, mas ele fala? Claro que sim…
Após o Fitch cortar o Rating do país em três níveis (o que faz com que estejamos apenas um lugar acima do considerado "lixo"), Cavaco respondeu dizendo que isto "é um exagero muito grande" e que "a situação portuguesa não justifica de forma nenhuma" o corte.


… E só diz asneiras!! Vejamos a nossa situação: 
- O país está com 11,1% da população desempregada, com cada vez mais empresas nacionais a falirem, o que faz com que praticamente todos os produtos consumidos pelos portugueses sejam importados;
- Se a dívida de Portugal fosse dividida por toda a população portuguesa, cada pessoa teria de pagar mais de 700€;
- E para acabar com a festa instalou-se uma crise política. O PSD aproveitou o insucesso do actual Governo e, com a ajuda do CDS-PP e dos outros partidos da oposição, chumbaram o PEC4 (mesmo sem propostas alternativas). Ah, e para variar, Cavaco Silva nada disse acerca desta situação.

Sendo assim, provavelmente Passos Coelho será eleito Primeiro-Ministro de Portugal no dia 5 de Junho (apesar de ele agir como se já o fosse), e se sempre houver uma coligação entre PSD e CDS-PP o mais provável é que Paulo Portas transforme a Assembleia da República numa feira, e que o Passos [morcão como é] fique a vender o peixe enquanto o PP tagarela com os "Senhores Deputados".

[Respirar fundo para não mandar estes gajos todos à merda]

Ora bem, Portugal terá de pagar parte da dívida até dia 15 de Abril e sem a ajuda do Fundo Monetário Internacional vai ser um BOCADINHO difícil, sendo que estamos quase na banca rota. Mas isto sou eu, porque temos uma Primeiro-Ministro que, apesar do que todos dizem, não é mentiroso. Vamos chamar-lhe uma pessoa muito optimista!
Os mercados internacionais cada vez acreditam menos na recuperação financeira de Portugal e fazem cada vez mais pressão sobre o país. José Sócrates teima em não recorrer ao FMI, pois é demasiado arrogante para o fazer. Sinceramente, acredito mesmo que seja capaz de não pedir ajuda externa até ao final do seu mandato


Bem, acho que estamos num bom caminho, isto se o nosso objectivo for ultrapassar a Grécia na categoria de "País Mais Roto Impossível". É incrível como aquela derrota na final do Euro 2004 nos marcou para sempre. Somos eternos rivais!

sexta-feira, 1 de abril de 2011